sábado, março 19, 2016

Brasil: o povo responde aos golpistas

Em viagem, de madrugada, o noticiário no carro, Lula a dirigir-se ao povo na Av. Paulista. Nas poucas dezenas de segundos em que o oiço, topo o político de excepção, aquele de que as ignaras classes possidentes  classificam como analfabeto ou semi.., que sabe mais a dormir que todos itagibas nutridos a novela da Globo com os olhos todos abertos.
Luiz Inácio 'Lula' da Silva, Doutor Honoris Causa pela Universidade de Coimbra, para escândalo de dondocas e itagibas.
E mais que Lula,vejo hoje na imprensa o povo que durante séculos tem sido explorado pelos plutocratas e corruptos, como esses cunhas dos senados, a gritar "NÃO VAI TER GOLPE!..."
Não sei se vai ou se não vai. Ele está em marcha. Mas o povo sabe o que quer, e sabe o que não quer: a continuação dum país atrasado, com uma imensa maioria de pobres, de analfabetos, de excluídos; e um ínfima casta de privilegiados. E aqui, ó cínicos comentadores & idiotas úteis d'aquém e d'além mar, interessa menos Lula e Dilma, presidente legítima do Brasil, mas o povo brasileiro, apesar dos seus itagibas e dos seus cunhas.
  

6 comentários:

Manuel Nunes disse...

Logo à noite mando para o feicebuque. O que se lê por lá, mete nojo.
Abraço.

Ricardo António Alves disse...

Força, caríssimo! Porrada para cima da carneirada e dos idiotas úteis!
Abraço

sincera-mente disse...

Aquilo não está nada bom.
Lá, como cá, um grande problema:
A Justiça não usa da discrição que lhe devia ser apanágio. E os chamados "mídia" fazem o resto!
Quanto aos comentários, receio que a maioria peque, ou pela ignorância, ou pela parcialidade...
Abraço!

Ricardo António Alves disse...

Caro Amigo, é um facto.
Eu fico perplexo como pode o poder judicial deixar-se arrastar para a luta política?; e como boa parte dos eleitos que vão decidir sobre a impugnação da presidente eleita esteja a ser investigada ou seja arguida por crime? E o que é mais incrível é o facto de ter sido Dilma quem mais se distanciou dos corruptos, dentro do próprio PT...
Isto não pode ser levado a sério, e no entanto o risco de destituição existe. No meio disto tudo, o voto dos cidadãos é deitado para o lixo, o que constituirá um golpe.
Outro abraço.

Jaime Santos disse...

Dilma (e provavelmente Lula) não pode ser acusada de nada. Mas eles são moralmente responsáveis pela corrupção em que chafurda também o PT, de que o Mensalão é o exemplo egrégio, chamemos-lhe assim. Não há corrupção de Esquerda ou de Direita, mas a Esquerda, que pugna pela moralização da Vida Política, a bem do Princípio da Igualdade perante a Lei (em que a Direita na sua maioria não acredita) e do combate às desigualdades (em que a Direita não acredita de todo), que a corrupção alimenta, é particularmente atingida por acusações de corrupção. Achando eu que o Ricardo tem essencialmente razão no que diz, acho por outro lado que não há forma de fugir à constatação que acabo de fazer. E a uma outra ainda. Marcelo Rebelo de Sousa disse um dia que o Presidencialismo só funciona nos EUA. O que se tem passado lá e na América Latina mostra que não funciona em rigorosamente sítio nenhum, algo que deveria constituir motivo de reflexão para todos os que (como eu) defendem a República como melhor forma de Governo...

Ricardo António Alves disse...

Caro Jaime,
Já escrevi aqui que não tenho dúvidas de que a corrupção se instalou no PT. A máxima 'o poder corrompe' é certeiríssima. E também me parece evidente que o Lula não podia deixar de saber do mensalão. Por outro lado, também acho que embora a corrupção seja endémica naquele país, não se pode fechar os olhos ao que de mau, no PT, existe. Pelo contrário, devemos até ser mais exigentes com o chamado 'Partido dos Trabalhadores'. Isso é uma coisa, e não apaga o golpismo revanchista em curso. A que propósito vem a impugnação da Dilma, a governante que, visivelmente, mais combateu a corrupção na administração?...
Concordo com o que diz sobre o sistema presidencialista. Parece levar a um beco sem saída, como sucedeu, há uns anos com Bill Clinton, no caso Lewinski.