segunda-feira, dezembro 13, 2010

Sopa de feijão - o meu Estoril Film Festival 2010 (22)

Não me posso esquecer da sopa de feijão do Jackpot, juntamente com o prego, sempre aqui louvados. Nada sabe melhor, após uma sessão do Festival, que uma surtida rápida ao velho restaurante frente ao Casino para comer-lhes a sopa quente e a carne tenra. (Este ano o tempo esteve ameno, mas a sopa foi à mesma, e com gosto, deglutida).
imagem

2 comentários:

Manuel Nunes disse...

A vida não é só cinema, meu caro RAA. O espírito goza, mas o corpinho não pode ser esquecido. Grande filme, esse do caldo e da vianda!

RAA disse...

Grande filme, grande sopa e grande Manuel!
Um abraço