quarta-feira, maio 06, 2015

ALLEGRO, MA NON TANTO


C de conversão

Conversão - uma derrota.

afinal...

Afinal, o Varoufakis continua. Afinal, os ministros do governo da Grécia não prestam contas a funcionários subalternos. Afinal, o Syriza pretende mesmo cumprir as promessas que fez para ser eleito. Afinal, o governo grego não governa contra o povo grego. Afinal, os governantes gregos têm dignidade. Afinal... 

OVERTURE / DO YA


terça-feira, maio 05, 2015

aldeolas e lugarejos

"Toda essa baixa ribeirinha entre a serra de Sintra e Lisboa teria apenas uma escassa dúzia de aldeolas saloias, quase todas de costas viradas ao rio, além duns lugarejos de pescadores, negruscos e pobres. Só de longe em longe se via por ali quinta senhorial, com seus muros e seus arvoredos em torno do palacete armoriado."

Branca de Gonta Colaço e Maria Archer, Memórias de Linha de Cascais (1943)

C de cobardia

Cobardia - humana; demasiado humana; miséria humana.

segunda-feira, maio 04, 2015

retrato do artista enquanto toxicómano

medida que, escanhoando o rosto, o desenterro daquela máscara de pêlos -- aumenta o meu pânico ante o espelho... As faces descarnadas, escaveirando-se sob uma palidez amarelenta; a aridez dos lábios; e sobretudo os olhos -- o olhar --! Não são os meus olhos alvalados que me fitam, com tristeza, no cristal do espelho! A pupila azul perdeu brilho, luz, intensidade, agudeza -- meio sumida sob a pálpebra arroxeada que descai, numa crónica sonolência..."

Reinaldo Ferreira (Repórter X), Memórias de um Ex-Morfinómano (1933)

J de João Paulo II

João Paulo II - avião a jacto; misticismo. Misticismo e avião a jacto.

ÁGUAS DE MARÇO




quarta-feira, abril 29, 2015

BULLFROG BLUES


P de património (histórico)

Património - em risco; identidade; incúria; ruínas.

ANOTHER HAND / THE KILLING HAND


engomar por dentro

"Depois da morte da mãe, enviaram Luarmina para o lado de cá, para ela se amoldar na Missão, entregue a reza e crucifixo. Havia que arrumar a moça por fora, engomá-la por dentro." 

Mia Couto, Mar Me Quer (2000)

segunda-feira, abril 27, 2015

microficção

Bulhão Pato sofreu em criança. Chamavam-lhe Bulhão Puto, e não Raimundo, "Mundinho", sequer "Patinho", nickname carinhoso com que, já adulto, os amigos o ressarciram. 

JornaL

* Migrações. A Europa está velha e precisa cada vez mais de imigrantes. E que tal uma política pròactiva de imigração, a nível comunitário? Mas a valer!, isto é, tem de ser uma política e não a casuística de agora.

* Jerónimo de Sousa disse que o uso de cravo vermelho à lapela por Pedro Passos Coelho, na assinatura da coligação com o CDS, foi um insulto. O maior insulto, porém, parte daqueles que querem policiar / tutelar / apropriar-se do 25 de Abril.
(e em tempo, que me esqueci de escrever na altura própria: o Ferreira Fernandes, no DN de hoje, chamou-lhe tonto, e com razão)

* Jesus foi ameaçado pelo terinador do FCPorto. O PR não faz nada?!...

domingo, abril 26, 2015

é característico

"Os alegres quase sempre são bons."

Bulhão Pato, Memórias, tomo I (1877)

BEST IN THE WORLD


a Casa do Dragão, de João Gaspar Simões

É de manhã e não faço ideia que tempo faz, pois estou a escrever isto de madrugada.
Não sei se a chuva dará para falar nele e na casa, mais daqui a um bocado, em Cascais.
A verdade é que da última vez que passei por ela, o novo proprietário (desconheço quem seja) arrancou este catavento único, que simbolizava a morada do dragão da crítica.
Parte-se-me o coração, só de olhar e não o ver lá.
(as fotos são de Guilherme Cardoso) 



Vencidos da Vida (vencido pelo tempo?)

Será que ainda irei falar deles mais logo, em Cascais?


sábado, abril 25, 2015

ANDANTINO.ALLEGRETTO


no fundo do olhar

"Por enquanto, porém, e mais uma vez, é no fundo do olhar -- no olhar onde há vagar e preguiça -- que melhor se pressente a presença do corpo: a linha das pernas, a extremidade das ancas, a curva lenta e polida das coxas, o relevo e a lisura do ventre, essa íntima consonância do corpo e da nudez. Beleza em forma de segredo!
Não se beija a exuberância, beija-se o pudor."

Marcello Duarte Mathias, Mas É no Rosto e no Porte Altivo do Rosto (1983)

sexta-feira, abril 24, 2015

José da Cunha Brochado

Vou falar dele no domingo, em Cascais.




como se fora profissão

"E soube então que Maria liberta, filha única de proprietários abastados, não precisava de adoptar profissão alguma -- nem mesmo a de mulher casada --para ganhar o pão de cada dia."

Rocha Júnior, Maria Liberta (1947)

Fernando Pessoa





quinta-feira, abril 23, 2015

THE FAMILY AND THE FISHING NET


Gonçalves Crespo

Vou falar dele no Domingo, em Cascais.

Ferreira de Castro

Vou falar dele no domingo, em Cascais.



e ela, então, disse-lhe

"Então Margarida tomou mais consciência da situação em que estavam, e, tornada ao ponto em que a sua recente intimidade com João Garcia recuava sobre o antigo constrangimento de dois estranhos, disse-lhe:
-- Vá-se! Podem ver da estrada..."

Vitorino Nemésio, Mau Tempo no Canal (1944) mau Tempo no Canal

R de refugiados

Refugiados - Darfour, incerteza, indecência, matança, Síria.

quarta-feira, abril 22, 2015

Fialho de Almeida


JornaL

(ainda no DN)

- "Defesa da Civilização" -- um bom texto para meditar de João César das Neves, apesar de ficar-se pela superfície. Não basta defender a civilização contra a barbárie (assim mesmo escrevo, sem aspas nem itálico);: é preciso, sempre, ir às causas dessa barbárie. Só assim o quadro fica completo.
- Sousa e Castro, nas "frases do dia", citado na Comissão de Inquérito a Camarate: "Como piloto-aviador, na altura não me pareceu que fosse um acidente, mas não tenho nenhuma informação concreta."
- "Preso foi às compras ao Beloura Shopping"...
- Viriato Soromenho Marques: "(...) quem conhece a história, sabe que na Europa todos os recordes de abjecção são apenas provisórios." 
- "Condenado a 20 anos de prisão, Morsi ainda arrisca a pena de morte". Morsi era o presidente legítimo? Era. Foi bem derrubado? Foi. Como sai um democrata disto? Não sai. Não sei.

Luís Cardim


Gabriela êêêhhh...

"A expulsão de Carrilho do PS" -- Tunda monumental de Canavilhas em Carrilho, no DN de hoje -- um tipo que conseguiu o feito de ter sido, de longe, o melhor ministro da Cultura em Portugal e também uma criatura repugnante pela forma como se referiu publicamente à mãe dos filhos -- com ou sem razão, não interessa. 
(Pior: obrigou-me a saber das intimidades dele!, eu, que tenho aversão por essas revistas do esgoto, que me poluem a visão e cujas capas para indigentes mentais (TRAIÇÃO! PAIXÃO! TESÃO!,) me obrigam a ver nas bombas de gasolina, enquanto aguardo na bicha para pagar...)
Ressabiado com Sócrates, quis pisá-lo estando ele na mó de baixo. 
Detesto ressabiados: normalmente são enguias que não têm coragem de enfrentar os agravos de que -- efectiva ou imaginariamente -- são alvo.
É de ler.

D. Luís I


fonte




já se respira

Do diário de Notícias de hoje:
"PS encosta à esquerda e assume ruptura absoluta com políticas de Passos" -- bastou o anúncio do documento dos economistas, apresentado ontem, para poder começar a pensar em respirar neste país em escombros.
Nunca esquecer que foram os partidos da maioria, acolitados pelo PC e pelo BE -- que apesar de tudo têm uma justificação ideológica --, foram estes marcos antónios e outros relvas que, chumbando o pec 4, aprovado pela Comissão Europeia e por Merkel, que levou a que Portugal fosse compelido a pedir a intervenção da troika. 

Ruben A.


Ramalho Ortigão



M de morte

Morte -- casa vazia; roupeiros vazios.

Mário Dionísio


criadores & criatura

fonte

Lee Falk, Phil Davis & Mandrake, o Mágico.