quarta-feira, novembro 24, 2010

Framtidens Melody (Song of Tomorrow) - O meu Estoril Film Festival (8)

Framtidens Melody («Song of Tomorrow»), de Jonas Bergergard e Jonas Holmström («Em competição»).
Um filme magnífico sobre a amizade, sobre o sonho, as expectativas da vida -- sobre a vida. Janos é um cantor de rua, sem grandes competências para as convenções sociais, e sem particulares ambições que não sejam as de poder viver livremente. É, no entanto, possuidor de um talento incrível que faz dele uma espécie de jogral. Stig é um velho que de moto próprio se torna uma espécie de manager, pretendendo para Janos as luzes da ribalta e o sucesso que merece. No fundo, é Stig quem precisa mais de Janos, que pacientemente se deixa "auxiliar"... O filme gira todo em torno deste delicioso equívoco, e é duma grande sensibilidade. Os actores, não profissionais, se não erro, estão esplêndido, e a música de Janos (Sven-Olof Molin) é do outro mundo. De todos os que vi a concurso, este seria o meu premiado.

2 comentários:

purpurina disse...

estou a morar em karlstad, donde os realizadores são. muitos dos sítios que aparecem no trailer fazem parte do meu dia-a-dia por cá - a piscina, por exemplo. estou cheia de vontade de o ver.

é muito engraçado descobrir estas coisas por aqui. obrigada.

RAA disse...

O filme é estupendo, e este Olin é fora-de-série.