segunda-feira, dezembro 29, 2014

escuro

Um romance sobre a vivência trágica da vida, escuro, por vezes obscuro.
Trata-se do primeiro romance de Peixoto (de 2000), e podemos detectar algumas influências, umas reais, outras talvez sugestão minha. Quanto às reais, é inegável que o estilo de José Saramago aqui se faz muito sentir; subjectivamente, ouvi os ecos de algum José Régio, das narrativas alentejanas, e Manuel da Fonseca, alguns contos seus. 

2 comentários:

Karinne Santiago disse...

Acompanho as postagens do escritor pelo Facebook. Em abril de 2014, ele e outros escritores portugueses estiverem na cidade que resido. Fiquei muito curiosa pelo trabalho dele.E agora você aguçou ainda mais esta vontade...
Abraços!

Ricardo António Alves disse...

Leia, que vai gostar :|
Abraço também