quinta-feira, dezembro 11, 2014

cabeças de alfinete

Nós nunca conhecemos as pessoas, só as máscaras. A aversão galinácea por Sócrates é gémea da admiração bovina. São formas mesquinhas de olhar para a política, é uma tabloidização mental.

2 comentários:

manuelpereirabarros Meira disse...

Tens razão.Continuemos a ver a "Casa dos Segredos".

Ricardo António Alves disse...

Em S. Bento, claro.