quarta-feira, outubro 27, 2010

execute-se

Administração, n. Em política, uma engenhosa abstracção, concebida para receber os pontapés e as estaladas que o Primeiro-Ministro e o Presidente deviam levar.
Ambrose Bierce, Dicionário do Diabo (trad. Rui Lopes)

2 comentários:

Ana Paula Sena disse...

...quando o diabo consegue ver mesmo bem!

RAA disse...

Diabólica, como diriam os estimados aiatolas a propósito da administração, fazendo uso dela. Suave contradição em que todo o género de padralhada é fértil.
(Hoje, para além de ateu contumaz, acordei anticlerical, não ligue...)